sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Libertação...



Vivemos uma geração muito diferente da geração do início da década de 90. Naquele tempo muitas igrejas se preocupavam com o ensino da palavra de forma sólida, consistente. Os cultos eram baseados na Verdade, que se chama Jesus.
De repente as coisas tomaram um rumo muito assustador. A igreja em sua grande maioria começou a entregar-se a uma nova modalidade de culto, chamado de “Culto de Libertação”. Uma libertação sem muitas explicações, o foco tinha mudado, mudado de JESUS o grande salvador, para o inimigo de nossas almas. Passou a ser o show do pecado em face, a um Deus que não pode fazer nada....
O show estava anunciado. Hoje quase sempre encontramos essas aberrações por ai, “libertando” pessoas, que passaram a fazer desses cultos seu dia de libertação. É nesse culto que elas serão libertas. 
O problema, nisso tudo é que quando vamos à luz da Bíblia analisar esses acontecimentos, começamos a verificar alguns problemas, e vemos que tudo está errado.
Começamos verificando que o evangelho que Cristo pregava sempre foi e será simples.  O ser humano é que tem a tendência de procurar na simplicidade, coisas para complicar, “esoterismos” para praticar. Veja, Jesus foi simples e direto. “Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos”. Lucas 10.21. Depois veremos mais adiante que não somos mais filhos do pecado, não temos mais prazer nele. Precisamos entender que vivemos o tempo da graça, precisamos conhecer a fundo a bíblia, para que não sejamos mais enganados. “Em efésios 2.8 diz que “pela graça, sois salvo mediante a fé, e isso não vem de vós e dom de Deus”“.” Simplicidade, o culto de libertação não liberta ninguém, pois quem liberta é Jesus, como diz em romanos 5.1 “ tendo sido justificados pela fé...” e romanos 8.2 “Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte”. Não somos mais filhos do pecado, não temos prazer no pecado, ele não pode  roubar a cena de nossos cultos. Queridos busquem na palavra Rhema a graça.
A libertação parte do seguinte principio que está em João 8:32 e 36 “32E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. 36Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” Se o homem realmente teve um encontro com Cristo, e nasceu de novo, então esse homem é liberto e feito filho de Deus, logo, ele não precisa de libertação, pois Jesus, o filho o libertou. O homem quando nasce de novo ele passa a possuir o DNA de Cristo em sua vida, passa a ser um com Cristo, como Paulo escreve em Gálatas 2.20 “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.”
Não procure cultos de libertação, liberte-se desses cultos, liberte-se de si mesmo, não tenha medo de Deus, Ele já te libertou.
O evangelho simples, de forma simples liberta o homem, e o aproxima de Jesus.
Leia o livro de Romanos e o Livro de Gálatas.

Graça e Paz meus amados.
Soli Deo gloria (Do Latim: Glória somente a Deus)

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

A pirataria


Esses dias eu fui à feira, como faço sempre, e me deparei com uma situação inusitada. Que existem várias bancas que vendem DVDs piratas não é novidade, mas uma em especial me chamou a atenção. Era uma Kombi dessas velhas tocando “Poderoso Deus”, e tinha uma irmã cantando e “sentindo” a presença de DEUS na feira...
Longe de mim fazer julgamentos sobre a irmã, porque em Mateus 7:1 diz: “Não julgueis, para que não sejais julgados.” , e a idéia aqui não é falar sobre ela. Mas uma idéia muito forte não saia da minha cabeça; como o povo de Deus tem agido diante da pirataria? Alguns até me disseram que é pecado, e fui olhar na Bíblia o que ela dizia.
Primeiro olhei as definições de pirataria e de pirata, pois quem comete pirataria é um pirata.

Segundo o dicionário Michaelis:

pirata

sm (gr peiratés) 1 Indivíduo que pratica a pirataria; ladrão do mar. 2 Dir Embarcação não submetida às leis do país nem às convenções internacionais, que no mar ou na costa acomete pessoas para se apoderar dos seus bens. 3 fig Aquele que enriquece à custa de outrem. 4 por ext Ladrão. 5 Indivíduo conquistador, sedutor. 6 Tratante, malandro, espertalhão.

Você pode então indagar, que pirataria é um crime cometido no mar, mas atualize a sua mente, e veja, que hoje o termo pirataria também é usado para um outro tipo de CRIME, e é conhecida como Pirataria Moderna, veja a definição:

Pirataria moderna

“A pirataria moderna se refere à cópia, venda ou distribuição de material sem o pagamento dos direitos autorais, portanto, apropriação da forma anterior ou com plágio ou cópia de uma obra anterior, com infração deliberada à legislação que protege a propriedade artística ou intelectual.”

E não somente existem “servos” do Senhor vendendo esses CDs, como muitos de nós não compramos mais os CDs e DVDs, preferimos “baixar” da internet. Querido quando nós colaboramos com um crime nós somos co-autores do crime. Mesmo sem que você saiba disso.

Veja esse pequeno trecho de um artigo jurídico de Melissa Marin:

“Os piratas são como ladrões, pois não investem em nada, não pagam direitos e nem impostos. Não oferecem nada ao mercado. Aparecem e desaparecem. Não oferecem serviços de estoque, possibilidades de renovar encomendas, atualizar manuais escolares e publicações científicas Não assumem nenhum risco comercial, só reproduzindo obras que tiveram êxito pelo esforço criativo de outros. Além disso, a pirataria, geralmente vem acompanhada de outros delitos como contrabando, uso ilegal de marca, delitos tributários.” (Melissa Marin – Unisinos)

Ainda no mesmo artigo ela escreve:

“Quanto à proteção jurídica nacional, há previsão no artigo 5º, IX da Constituição Federal de 1988, o qual faz remissão a lei de direitos autorais. Hoje vigente a lei de direitos autorais nº 9.610/98, onde prevê sanções civis nos artigos 102 ao 110. As sanções penais estão amparadas no Código Penal, nos artigos 184 (pirataria) e 185 (plágio). A ação penal é privada, mediante queixa. O crime de pirataria é delito material e fracionável, admitindo co-autoria e tentativa.
Há lei específica que protege o software, a Lei de Programa de Computador nº 9.609/98. Prevê sanções civis e penais para quem viola. Quanto às sanções penais, art.12 desta lei, a reprodução da obra alheia, parcial ou total, sem autorização do titular, prevê a pena de 6 meses a 2 anos ou multa. Se estiver presente o intuito comercial, a pena sobe para um a 4 anos de reclusão e multa. Sendo a mesma pena para quem vender, expuser a venda, introduzir no país, adquirir, ocultar ou tiver em depósito, para fins de comércio, original ou cópia de programa produzido com violação de direito autoral. Uma inovação que traz a lei do software é que poderá haver ação penal pública, quando resultar sonegação fiscal, perda de arrecadação tributária, ou prática de quaisquer dos crimes contra a ordem tributária ou nas relações de consumo.” (Melissa Marin – Unisinos)

Nossa lei é clara, e pirataria é crime. É um crime contra a propriedade imaterial, ou seja, propriedade intelectual.
Quem vive da pirataria é no mínimo parasita, pois vive de uma conquista que não é sua, de um bem que não é seu. Mesmo o crente que vende CDs e DVDs piratas, tenha em mente que isso não foi uma porta que Deus abriu, pois nosso Deus não é conivente com o pecado, nem tão pouco é criminoso.

Mas o que a bíblia nos diz sobre isso?

Primeiro veja o que diz em Romanos 13: 1-8

1 Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. 2 De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. 3 Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela, 4 visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal. 5 É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência. 6 Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço. 7  Pagai a todos o que lhes é devido: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem respeito, respeito; a quem honra, honra. 8 A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei.

A Palavra de Deus é clara quando nos diz que devemos estar sujeitos a autoridade superior, pois foi o próprio Deus que instituiu a autoridade, em sua vontade permissiva. Quem se opõe a essa autoridade está se opondo ao próprio Deus. O verso 5 desse capítulo é o que me chama mais atenção, pois nos orienta a obedecer as autoridades, não por medo de uma punição, mas sim pela consciência. Essa consciência só pode ser  alcançada por quem realmente vive uma vida na presença de Deus e tem sua mente renovada por Cristo, diariamente. Lembre-se que Jesus ao ser indagado sobre os impostos que César (imperador romano) cobrava ele responde:  “Daí a César, o que é de César?”(marcos 12:17). Não podemos participar da mesa dos que pecam sem saber, Pois conhecemos a verdade e a verdade é Jesus, que já nos libertou. Se fazemos algo que não agrada a Deus é pecado, e não somos mais filhos do pecado, morremos para o pecado, veja o que diz Romanos 6: 1-2.

“Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde?
De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?”

O Apóstolo Paulo, pergunta como poderemos viver no pecado se estamos mortos para ele? Deixe de ser conivente com a pirataria, seja conivente com Cristo. Faça as coisas certas, mude sua vida. O inimigo de nossas almas nunca fará você roubar um carro, pois você conhece a gravidade desse crime, mas você agora conhece a gravidade da pirataria e com certeza deixara de praticar, mesmo que você nunca tenha comprado nada pirata, nem nunca baixado nada da internet que violasse os direitos autorais, agora tem conhecimento sobre o assunto.
Termino esse texto deixando mais uma passagem bíblica que está em 1 Ts 4: 4-7.

"que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus; ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque Deus não nos chamou para a imundícia, mas para a santificação."

Graça e Paz meus amados.
Soli Deo gloria (Do Latim: Glória somente a Deus)